A Dimensão Económica da Contratação Pública: um caso de aplicação no Sistema Nacional de Compras Públicas Português

César Pestana

Resumo


Este artigo pretende mostrar a forma como podem e devem ser aplicados à contratação pública os conceitos de Gestão de Categoria de Compras e Estratégia de Compras, amplamente desenvolvidos por diferentes autores desde a década de 80, que promoveram ganhos de eficiência e de eficácia muito significativos nos setores privados da economia. Para isso utilizaremos o modelo teórico da matriz estratégica de compras, primeiro desenvolvido por [Peter Kraljic 1983] e demonstraremos a sua adequação para a definição da estratégia de aquisição de bens e serviços transversais, no contexto do Sistema Nacional de Compras Públicas Português (SNCP). Apresentaremos as atividades desenvolvidas para a sua implementação, alguns casos práticos de aplicação nos contratos de acordo quadro celebrados pela eSPap assim como os principais impactos e resultados globais obtidos na contratação pública pelo SNCP.


Texto Completo:

PDF

Referências


Caniëls, C.J. Gelderman, "Purchasing strategies in the Kraljic Matrix", / Journal of Purchasing & Supply Management 11, 141–155, 2005;

Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro, Código dos Contratos Públicos;

Decreto-Lei nº 117-A/2012 de 14 de Junho, Criação da Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública;

Decreto-Lei nº 37/2007 de 19 de Fevereiro, Criação da Agencia Nacional de Compras Públicas e do Sistema Nacional de Compras Públicas;

DIRETIVA 2014/24/UE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO relativa aos contratos públicos e que revoga a Diretiva 2004/18/CE, de 26 de fevereiro de 2014;

Dubois, A., Pedersen, A., “Why relationships do not fit into purchasing portfolio models: a comparison between the portfolio and industrial network approaches”. European Journal of Purchasing & Supply Management 8, 35–42, 2002;

Dyer, J.H., Cho, D.S., Chu, W., “Strategic supplier segmentation: the next ‘best practice’ in supply chain management”. California Management Review 40 (2), 57–77, 1998.

Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, www.espap.pt, 2015.

Gelderman, C.J., Van Weele, A.J.,”Purchasing portfolio models: a critique and update”. Journal of Supply Chain Management 41 (3), 19–28, 2005;

Institute for Supply Management, “Supply Management defined”, www.instituteforsupplymanageent.org, 2010.

Kaplan & Norton, " The Balanced Scorecard: Translating Strategy into Action", Harvard Business Review Press 1996;

Kraljic, P., “Purchasing must become supply management”, Harvard Business Review 61 (5), 109–117, 1983;

Monczka, Handfield, Giunipero & Patterson, “Purchasing and Supply Chain Management”, 4ed, South-Western, 2009;

Portaria 103/2011 de 14 de Março, Categorias de bens e serviços cujos acordos quadro e procedimentos de contratação da aquisição são celebrados e conduzidos pela ANCP;

Porter, M. E., "Competitive Strategy: Techniques for Analysis Industries and Competitors", Macmillan, 1980;

Rappaport, Alfred, “Creating Shareholder Value”, Free Press, 1986;

Rendon, Rene, “Commodity Sourcing Strategies: Process, Best Practices and Defense Initiatives”, Jornal of Contract Management, 7-20, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.18803/capsi.v16.396-412

Apontamentos

  • Não há apontamentos.